quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Amanhecer

“Numa manhã ainda a despertar, o nevoeiro encobre o sol que teima em aparecer.
A maré está na vazante, as embarcações descansam, com o costado assente no lodo esperando que a água as leve com a ajuda do vento, por esse rio abaixo.
Ao fundo o homem caminha, devagar, pelo lodo em direcção ao bote, quem sabe preparando-se para a faina do dia, ou talvez, só pelo prazer de caminhar com os seus pensamentos, a olhar o infinito.
Imponentes no seu tamanho, os batelões aguardam a hora da maré para zarpar.
O Elegante veleiro já teve momentos mais nobres, agora descansa, na esperança de que, um dia volte a navegar para lá do Bugio, por esse mar fora.
Respiro fundo, volto a olhar, e começo a guardar estes momentos.”








Imagens do meu baú onde encontrei mais esta sequência.
São imagens da década de 90, na praia do Rosário, Moita.
(Cliks do Baú)

2 comentários:

Maria disse...

consegui sentir o cheiro do mar e ouvir o barulho das ondas..
saudades da praia..

*

Skiweb disse...

Boa... Estas sã umas das minhas preferidas.