sábado, 16 de fevereiro de 2008

Leningrad - Ленинград


Ленинград

Difícil descortinar informação, destes “malucos” pois, toda ou quase toda, que encontrava era em russo e o cá o “Je” no speak “rusky” (nadinha mesmo)!!! Hehehehe…
No entanto, esta “busca” deu-me um gozo especial.
Em primeiro lugar, não confundir estes “Leningrad” com os "Leningrad Cowboys", pois estes são da Finlândia e, os primeiros da Rusisa!!! (e a musica é outra)

Bom… Vamos lá então descobrir quem são os Leningrad!
Uma banda de Polka-SKA-PUNK que surge em 1997, na Russia, mais concretamente em São Petersburgo, fundada por Sergej Shnurov “Shnur” (voz, arranjos e letras) e composta por 15 (ou mais) elementos.
É também em São Petersburgo no clube “Art.Clinika” que realizam o primeiro show ao vivo.
O primeiro álbum “Pulya” só surge dois anos depois, produzido por Lenoid Fedorov.
Segundo Shnur, os seus temas retratam o dia a dia, e o lado bom da vida, “vodka and girls", num contexto puro Punk, agressivo e de crítica social com influência de bandas como os Sex Pistols entre outros.
Basicamente: "Sex, Drugs And Rock Roll".
As letras, são expressas numa espécie de calão denominado de "Russian Mat" numa linguagem obscena (normal nas bandas Punk).
Os seus concertos são tão intensos e loucos que, começaram a ser considerados uma referência alternativa e apelidados de “Russian Scandal Band”.
O inevitável acontece em 2003 quando são sancionados pelo presidente da câmara de Moscovo, ao cancelar os concertos.
Tal facto, não afecta em nada a sua determinação.
A proibição do concerto de Moscovo, acaba por resultar em publicidade, levando milhares de fãs a viajar até São Petersburgo para os ver.
Esta banda raramente se apresenta em palco com menos de 10 músicos, utilizando sempre instrumentos, como a Tuba, Saxofone, Trombone, Baixo, Guitarra, Bateria, Bombo e, para “variar” podem ainda acrescentar à lista, Órgão, Acordeon, Contrabaixo, Balalaika e xilofone, havendo por vezes cerca de 20 pessoas as “pulos” no palco!
Tipo fé em Deus e, bota a saltar, porque “quem não salta, não é da nossa malta!”

A popularidade além fronteiras vem com a criação de uma animação em Flash da "Toondra" (Empresa Russa, de criação de filmes em flash) com o tema "Menya Zovut Shnur".
O filme de Liev Schreiber, "Everything Is Illuminated" (2005) integra na sua banda sonora três temas dos Leningrad.
A sua discografia conta já com 18 álbuns editados.

Diz Shnur sobre a banda:
“Leningrad – it is like porn film, causing intense emotions with midget”. Whatever…

Para quem já viu: Emir Kusturica, Gogol Bordello ou os The Hydamaky…
ok...
Os Leningrad em palco são um “pokito” mais “loucos”… (só um pokito)
Com um som sempre a “rasgar” e apesar de não percebermos nada do que eles dizem, o ritmo é contagiante e só nos resta é Saltar, Saltar…



Aqui no sonoro vão estar os Leningrad os punk´s vindos da Rússia.
E pela razão, que só eles sabem…
Este “post” e o sonoro vai, dedicado a K7Pirata e ao L+G…
Heheheh…

"Menya Zovut Shnur"

Nota:
Para ver o vídeo faça "PAUSE" no Sonoro


Mais dos Leningrad:
Leningrad.ru

Leningrad.de

10 comentários:

JRabbit disse...

Ainda sou viva sim =) só nao tnh tido tempo para nadar por aqui a vaguear, com pena minha. Mas este sonoro vai la vai :D Ta a evoluir bastante sim senhor, dou lhe os meus parabens ! =) **

Skiweb disse...

Hello Jrabbit:
well come...
Obrigado pelo "sorriso" no sonoro!!!
:))

Estrellinha disse...

Isso deve ser uma loucura! Tenho de ouvir isso de dia :))

Bjos

Skiweb disse...

hahahaha...
Estrelinha:
ouvir de dia e bem alto...
bjs:))

AAG News disse...

Obrigado pela dedicatória, Skyweb !
Vejam os encontros sobre Cultura Urbana Luso-Brasileira, no AAG NEWS, tem imagens do melhor fanzine do Brasil.
Dia 24 lá estarei no D'Alma Lounge.

L+G

k7pirata disse...

;)

Anónimo disse...

miss gija:

mto agradecida..com tanta observação no 83 abri um separador com "conversas de autocarros"

hasta la pasta

Skiweb disse...

Gija:
Boa, agora é que vai ser só rir...
E viva o 83... hehehe

Anónimo disse...

Espectacular esta banda. só tenho pena de não peceber nada da língua, embora se consiga descortinar o sentido de algumas palavras (money, money, Ole Ola) - mas a música é universal. Estou sentado na secretária a ouvir a banda e não consigo estar quieto com o pé e com a mão. Só dá vontade de mexer o esqueleto. Musicalmente (e não só) sou um analfabeto, mas estando quase na casa dos 60 anos, se algum dia esta banda cá aparecer - esta e os Gogol Bordello - terei de ir aos respectivos concertos, nem que vá de mochila e tenda para "Paredes de Coura". Foi uma agradável surpresa descobrir este blogue.
um abraço, que, infelizmente, terá de ser anónimo.

Skiweb disse...

Para o anónimo da casa dos 60...
Realmente são bandas que fazem bater o pé!!!!
Volte sempre apesar de nos ultimos tempos isto estar parado....
skiweb
:D