sexta-feira, 26 de outubro de 2007

A moléstia do Amor...


Hoje ou melhor ontem, nas passeatas da blogoesfera, deparei com o tema do amor ou melhor dizendo, dos “desapegos” ou apegos com outras (os).
Será que anda aí algum vírus a pregar partidas ao pessoal, ou quê?
Ou então, o Cupido já não é o que era…, se calhar foi comprar as setas nos 300´s???
Eles e Elas; o pessoal não resiste a um rabo de saias ou de calças, uns são incompreendidos (as), outros (as) traídos (as), umas metem-se no meio, outros que se deixam levar pela vontade de quebrar a dieta lá em casa, e toca a papar a “febra da vizinha”. (ops…!!!) E numa simples “dentada” estragam o cozido que, levou tempo a apurar. (se calhar ainda não estava no ponto, mas…)
Corações partidos, ligações quebradas, lágrimas, ofensas, cada um para seu lado sem saberem sequer, como chegaram a esta realidade.
Pois é, a carne é fraca…

Quem disse que era só fogo e paixão?
Na paixão tudo roda a alta velocidade, eles é só carinhos, mel, suspiros ao olhar o tempo que não passa, para voltarem a estar juntinhos, amorzinho para cá amorzinho para lá, sim querida, fofa adoro-te, amo-te e blá, blá, blá…
Só temos olhos para aquele torrão de açúcar! Vocês sabem como é!
Amo-te. Como pode por vezes esta expressão ser tão vaga…
Com o passar do tempo o fogo começa a acalmar, e…
E a paixão, começa a transformar-se em relação.
Então a coisa complica-se. Sem dar conta, começa a haver regra/códigos de relacionamento básicas, (que não estão escritas em lado nenhum) mas, são naturais numa relação. (digo eu)
E o tempo não pára, a relação se não for alimentada, passa a ser rotineira, o diálogo começa a escassear, as conversas rotineiras do dia a dia, começam a não ter sentido.

Tipo:
Ela - Então querido, como foi o teu dia? …
Ele - Hum… foi… (suspiro) … o que fizeste para o jantar?
Ou então assim:
Ele – Olá querida, a viagem foi boa? …
Ela – … (suspiro) …Cansativa, já encomendaste o gás?

Ambos sabem que algo vai mal mas, nenhum tem a coragem de perguntar… o que se passa!
Entretanto continuam a estar na mesma casa, a comer na mesma mesa, a dormir na mesma cama, mas tudo o resto passa ao lado.
Faz tempo que, já não vão ao restaurante favorito, os carinhos já não são os mesmos, a cumplicidade quase não existe… enfim imaginem onde isto vai dar.
Ambos têm carências e necessidades e, continuam a não enfrentar o “bicho”.
Pórra pá!!!
Tomem uma atitude, partam a loiça, gritem, abanem a relação, sentem-se e falem.

Continuarem calados a remoer o que lhes vai na alma não vos adianta nada…
E o resultado só pode ser um.

De repente aparece um(a) qualquer e já está…
Tipo, encosta a cabecinha no meu ombro… cosi cosi, esfrega daqui, esfrega dali, ele isto, ela aquilo, pátátá patétí e pimba!!! Caldo entornado!
Quem mandou deixar a sopa da outra ser mais condimentada.

Isto tudo apenas para dizer que a culpa não é de um ou do outro, ambos têm a sua parte de responsabilidades na situação.

A terceira personagem entrou na “festa” porque, apanhou o espaço abandonado por uma das partes.

Não deixa de ter a sua culpa mas… alguém permitiu que isso acontecesse.
E por ultimo será que valeu a pena provar a sopa alheia?
A nossa até que é melhor mas, estamos tão habituados que, só depois dizemos, “ops… não era bem isto…!!!”
Ou é???

Há excepções sim senhor, há muitos “predadores(as)” sim senhor, tem gente que já tentou tudo mas não adiantou, tem outros, que se enganaram porque ele/ela não eram assim… (esqueceram é que no namoro no fim do dia/noite, cada um vai para seu “ninho” e, quando começaram a partilhar o mesmo ninho, descobrem o outro eu de cada um).

Também é verdade que cada caso é um caso.

Bom não querendo agravar mais a desgraça dos dois (ou três) coitados, fico por aqui, aberto a discussão se assim o entenderem.
Sejam felizes! (a dois porque está um frio do caneco.)

(Não havia de estar frio, o rapaz está na palheta aqui na rua)
Brrrr… e a pilha do móbil está a acabar… deixa salvar isto…. Ok!!!

Ps:
Qualquer semelhança real com este post, é pura coincidência e nada mais que isso.
Nota: a foto foi cedida gentilmente pela Margarida do Blog:
O Ar Dentro Das Mãos
ps2: ... ela não sabe ainda que cedeu a foto....:) Tanks Margarida:)

6 comentários:

Margarida disse...

Olá
Obrigada pela visita.
Já vi que fui voluntáriamente obrigada a ceder a foto...mas não faz mal...um destes dias quem sabe é o contrário......Rsssss
volta sempre.Gostei deste espaço e do ultimo post.Bem vista a situação e infelizmente é quase sempre assim.....
Margarida

Skiweb disse...

... HEHEH!!! Foi mais ou menos assim... quando quiser é só levar...
Quanto ao post realmente é como tu dizes "infelizmente é quase sempre assim... deve ser uma nova moda.... rsss

miss gija disse...

é complexo...mas nada melhor para o ego que agarrar o touro pelos cornos xD

miss gija disse...

aquela historia toda foi ontem, sábado...hoje trabalhei e espero continuar a fazer. para mim não há domingos...há dias de descanço.

Skiweb disse...

Toda a razão amiga Gija, eu é que estava trocado com os dias...
Mas descanço é sempre descanço...
Nada a fazer...

Mary disse...

o amor é banalidade se não for convenientemente trabalhado *bjinho